10 truques que a indústria alimentar usa para tornar os alimentos mais apetecíveis
BodyPlus

Toda a gente sabe que antigamente a comida era mais saudável ora não fosse ela biológica, porém hoje em dia a indústria alimentar recorre a uma série de truques para nos captar a atenção!

Para além disso, são usados pesticidas, antibióticos, etc… em muitos dos alimentos que ingerimos o que poderá resultar num maior risco para a nossa saúde.

Uso de corantes

Muitos dos alimentos que ingerimos atualmente possuem corantes de forma a obterem uma cor mais atrativa para o consumidor. Por exemplo, muitos alimentos com sabor a morango possuem um corante à base de beterraba de forma a obterem o típico tom vermelho.

Fruta fora de época

É sempre estranho quando vemos à venda no supermercado fruta fora da época. Algumas vezes essa fruta tem como origem outros países onde esta se encontra na época, mas muitas vezes a fruta é mantida em frigoríficos de forma a aguentar mais tempo.

Para além disso, por vezes é adicionado CO2 de forma a retardar o processo de oxidação da fruta.

Fruta e legumes encerados

Muitas frutas e legumes são encerados de forma a prevenir que se estraguem durante o período em que estão armazenados, no entanto, até ao momento não existem dados científicos que indiquem que esta cera faz mal à saúde.

Por isso, se pelo sim pelo não preferir não arriscar, então deve evitar os alimentos demasiado brilhantes ou então, optar por descascar a casca.

Salmão laranja

Todos nós conhecemos o salmão com um tom laranja, no entanto, esta não é a verdadeira cor do salmão. O salmão selvagem apenas adquire esta cor após comer krill, por isso, a indústria alimentar decidiu adicionar à alimentação dos salmões de viveiro um pouco de cor para os tornar mais vendáveis.

Antes de mais deverá saber que provavelmente sempre comeu salmão de viveiro, pois os salmões selvagens são muito caros. Até à data ainda não são conhecidas quaisquer contraindicações ao salmão de viveiro que usa esta dieta.

Azeite misturado

Certamente que em algumas situações notou que o azeite não tinha um sabor tão bom, isto muitas vezes acontece porque várias marcas mais baratas misturam outros óleos de forma a conseguirem tornar o produto mais acessível.

Por isso, já sabe se realmente quiser obter todos os benefícios do azeite e da sua gordura insaturada, então deve optar por marcas com melhor reputação.

Uso de antibióticos e hormonas na carne

Para que consigam ter «produções» boas, muitas vezes a indústria alimentar recorre ao uso de antibióticos e hormonas para garantir que os animais estejam bem de saúde e cresçam mais rápido, respetivamente. Muitas destas substâncias acabam por passar para as pessoas que comem a sua carne.

Frango lavado

Muitas vezes os frangos de aviário recebem um banho frio após serem mortos, por norma é adicionado um aditivo que ajuda a matar bactérias e vírus. Até à data este processo é considerado seguro, mas nunca se sabe…

Peixe mal catalogado

Foram detetados vários casos de peixe mal etiquetado, sendo embalado um peixe de qualidade inferior. O principal problema não é propriamente o facto de nos sentirmos enganados, mas sim o de podermos estar a comer um peixe menos saudável.

Em algumas situações foram embalados peixes com alto teor de mercúrio, o que poderá ser um risco para a saúde, em especial das grávidas.

Os alimentos orgânicos também são tratados

Se pensa que os alimentos orgânicos são totalmente isentos de pesticidas, não esteja assim tão certo. Em muitos casos são usados alguns químicos, contudo estes são menos nocivos para a nossa saúde.

A verdade é que se não fosse usado qualquer químico seria muito difícil conseguir obter colheitas, por isso, não se esqueça de lavar sempre muito bem os legumes e fruta!

Algumas laranjadas são pintadas

Esta é uma situação pouco comum, porém em alguns países, as laranjas das primeiras colheitas recebem uma ligeira pintura para adquirem o seu típico tom laranja.

Promoção da semana!