Quais os suplementos que não se devem misturar

Na maior parte das vezes os suplementos são substâncias totalmente naturais, no entanto, como se encontram em doses muito concentradas podem gerar reações adversas quando combinados com outros suplementos ou medicamentos.

Por esse motivo devemos estar muito atentos ao que tomamos no dia-a-dia, sendo que em caso de dúvida deverá sempre consultar o seu médico!

De seguida, apresentamos-lhe alguns exemplos de suplementos que não se devem misturar:

Cálcio

O cálcio é um suplemento largamente usado pela população mais idosa, uma vez que este suplemento é usado para prevenir/tratar a osteoporose à medida que vamos perdendo densidade óssea.

Ele pode interferir com alguns medicamentos para a osteoporose, pressão arterial, antibióticos e ainda medicamentos para tratar o hipotiroidismo.

Echinacea

A echinacea trata-se de uma planta que pode ser usada em infusões ou sob a forma de cápsulas. Uma vez que a echinacea permite fortalecer o sistema imunitário, pode interferir com medicamentos que tenham como objetivo limitar o mesmo.

Para além disso, deverá ter o cuidado com a utilização de echinacea com cafeína.

Hipericão

Evite tomar suplementos ou infusões de hipericão em conjunto com antidepressivos, pois pode levar a que o organismo produza demasiada serotonina. Esses níveis demasiado elevados podem provocar rigidez muscular ou tonturas.

Pode ainda interferir com a pílula e medicamentos para as enxaquecas.

Melatonina

A melatonina trata-se de uma hormona produzida pelo nosso organismo e possui um papel determinante no nosso sono. Os suplementos de melatonina são por isso muitas vezes utilizados para nos ajudarem a dormir.

Não convém misturar estes suplementos com antidepressivos ou anticoagulantes. Mas não só, para além disso, convém evitar tomar em conjunto com plantas com efeito sedativo como é o caso da valeriana ou hipericão, pois pode potenciar o seu efeito.

Óleo de peixe

O óleo de peixe - fonte de ómega 3 - quando tomado em conjunto com medicamentos para a pressão arterial pode levar a um aumento do seu efeito, levando a uma diminuição demasiado elevada da pressão arterial.

Para além disso, também se deverá ter cuidado para não tomar este suplemento quando se tomam medicamentos/suplementos anticoagulantes, como é o caso da aspirina ou ibuprofen, pois pode levar a hemorragias.

Vitamina D

O excesso de vitamina D pode levar interferir com medicamentos para baixar o colesterol e alguns medicamentos para baixar a pressão arterial.

O excesso de vitamina D podem ainda levar a um excesso de absorção de cálcio e assim resultar em problemas de rins.

Zinco

Os suplementos de zinco podem interagir com alguns antibióticos, ao levar a que o organismo não absorva da melhor forma nem um nem outro. Para evitar isso, tome o suplemento de zinco 2 horas antes dos antibióticos ou 4 a 6 horas depois.

Promoção da semana!