Dehidroepiandrosterona (DHEA)

A DHEA é uma pró-hormona produzida pelas glândulas suprarrenais e pode vir a ser convertida em outras hormonas como a testosterona ou o estrogénio. A DHEA é produzida ao máximo por volta dos 30 anos e a partir daí começa a diminuir progressivamente à medida que vamos envelhecendo.

O conceito da suplementação de DHEA é que ao aumentar os níveis de testosterona do corpo isto irá resultar num aumento da força e massa muscular, da libido e ainda ajudará na redução da gordura corporal. Contudo, os estudos científicos não conseguiram comprovar estes benefícios.

Efeitos secundários

Tendo em conta que a DHEA pode vir a ser convertida tanto em testosterona como em estrogénio, os efeitos secundários serão os típicos de ambos. Nos homens o aumento do estrogénio pode levar ao desenvolvimento dos seios masculinos, já o aumento da testosterona pode levar ao aparecimento de acne, a um aumento dos pelos faciais, mudança de humor, redução do HDL (bom colesterol) e a ataques cardíacos. No caso das mulheres poderá resultar numa masculinização do corpo como o desenvolvimento de pelo, acne e uma voz mais grave.

Também são conhecidos casos onde a suplementação com DHEA levou ao aparecimento de cancro no fígado e a um aumento do risco de cancro da próstata e mama.

Promoção da semana!